Como funciona um rastreador para caminhão - Satcom Rastreadores

Como funciona um rastreador para caminhão

mm Redação Satcom

Você sabia que cerca de 65% das cargas são transportadas por meio de caminhões no Brasil?

Esse fato mostra que os eles essenciais para a economia do país.

Todos os dias supermercados são abastecidos, produtos são entregues para os consumidores em suas residências, indústrias recebem sua matérias-primas para suas produções…

E a maior parte disso tudo é transportada através de caminhões.

O que os torna bastante visados por ladrões de carga, sem falar das ocasiões onde profissionais corruptos desviam uma carga valiosa da empresa — ou de um cliente — e vendem a mesma por fora.

Para garantir a segurança no transporte de cargas, tanto para o motorista como para a empresa, o uso de um rastreador para caminhão é de importância decisiva.

Neste artigo, vamos aprender como esse rastreador funciona, algumas informações pertinentes e a importância do seu uso.

Acompanhe com atenção as próximas linhas!

Sem rodeios: como um rastreador para caminhão um funciona

Assim como os rastreadores de motos e carros, o rastreamento para caminhões funciona por meio de um equipamento que possa mapear a localização geográfica do veículo.

E informar essa localização é possível por conta do uso da tecnologia de GPS (Sistema de Posicionamento Global), que usa satélites em órbita na terra para mapear o posicionamento de um objeto, neste caso, o seu caminhão.

É instalado um módulo no veículo, que será responsável por captar os sinais de satélite com os dados de localização, direção e velocidade.

Esses três indicadores do módulo são enviados para centrais de informações via rádio, satélite ou celular. E é nessa central que as informações podem ser consultadas via internet.

Vale ressaltar que dependendo dos recursos disponíveis do rastreador para caminhão, é possível saber ainda o nível de combustível, temperatura do motor, fechar portas automaticamente e até mesmo bloquear o funcionamento do caminhão.

Quais vantagens adicionais um rastreador para caminhões pode oferecer

Muitas empresas acreditam que os rastreadores para caminhões servem apenas para informar a localização geográfica do veículo.

No entanto, essa mesma capacidade pode trazer vantagens importantes para diversas situações nas quais o caminhão pode se envolver.

Uma delas é o resgate quando o veículo for roubado. É possível — após saber do roubo do caminhão — acionar a polícia e informar, por meio do rastreador, a posição e o deslocamento do veículo em tempo real.

Isso aumenta consideravelmente as chances do caminhão ser recuperado pela polícia.

Outra vantagem está na economia de gastos, especialmente quando o caminhão costuma rodar por uma mesma região com frequência.

Por meio do rastreador, é possível mapear as melhores e mais rápidas rotas dessa localidade, o que vai levar a um consumo menor de combustível, gastos com manutenção e troca de peças, etc…

Essa economia também é feita quando se contrata uma seguradora, que tende a dar descontos quando o caminhão segurado possui um rastreador GPS.

Precisa pagar muito por um rastreador para caminhão? É difícil de instalar?

Ao contrário do que alguns imaginam, o equipamento de um rastreador para caminhão não é caro ao ponto de doer o bolso.

Principalmente levando em conta toda a segurança e economia que ele proporciona.

Além disso, sua instalação não é complicada, mas demanda conhecimentos sobre a parte elétrica do caminhão.

Existem várias opções no mercado, mas se você quer garantir o uso de um rastreador para caminhão seguro e eficaz, faça o seguinte.

Solicite hoje mesmo a cotação para um rastreador da Satcom Rastreadores, uma das líderes e referências no mercado atual.

Com ela você ganha não apenas o rastreamento, mas pode contar com serviços de assistência e até mesmo seguro e indenização em 100% da tabela FIPE para o seu caminhão.

Clique no link abaixo e faça a sua cotação sem compromisso nenhum, rapidamente.

➥ Quero minha cotação para usar um rastreador seguro e eficaz da Satcom

 


mm

Sobre o autor(a)

Redação Satcom